You are currently viewing Sexta-feira segue com vacinação contra a Covid-19 em Dourados
A vacinação contra Covid-19 em Dourados ocorrerá das 7h30 às 13h, nesta sexta (8)

Sexta-feira segue com vacinação contra a Covid-19 em Dourados

Vacinação acontecerá das 8h às 13h

Apesar do ponto facultativo desta sexta-feira (8), continua normalmente a vacinação contra a Covid-19 em Dourados. Serão aplicadas as primeiras e segundas doses (D1 e D2), além da dose de reforço (D3) das vacinas.

Segundo as informações divulgados no fim da tarde de hoje, os pontos de vacinação serão nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) CSU e Parque das Nações I, além da Central de Vacinação, ao lado do Pavilhão de Eventos Don Teodardo Leitz.

Desta vez as doses serão aplicadas apenas no período entre 8h e 13h.

Vacinação contra Covid 19 em Dourados, confira a programação:

DOSE 1
Central de vacinação, das 8h às 13h.
Pessoas com 12 anos ou mais;
Gestantes, Puérperas e Lactantes.

UBS CSU e UBS Parque das Nações I, das 8h às 13h.
Adolescentes de 12 a 17 anos.

*Menores são permitidos apenas acompanhados dos responsáveis.

Covid-19 em Dourados – DOSE 2

Central de vacinação, das 8h às 13h.
Pessoas que tomaram a D1 da Pfizer até o dia 8 de setembro;
Pessoas que tomaram a D1 da AstraZeneca até o dia 8 de agosto;
Pessoas que tomaram a D1 da Coronavac até o dia 8 de setembro;

UBS CSU e UBS Parque das Nações I, das 8h às 13h.
Pessoas que tomaram a D1 da Pfizer até o dia 8 de setembro.

Covid-19 em Dourados – DOSE 3

Central de vacinação / UBS CSU / UBS Parque das Nações I das 8h às 13h.
Trabalhadores da saúde de 18 ou mais que tomaram a D2 até o dia 8 de abril;
Pessoas maiores de 60 anos que tomaram a D2 até o dia 8 de junho;
Pessoas com comorbidades imunológicas que tomaram a D2 até o dia 8 de setembro.

Ainda conforme a prefeitura, se encaixam nas comorbidades pessoas com alto grau de imunossupressão (Imunodeficiência primária grave, quimioterapia para câncer. Assim como transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas em uso de drogas imunossupressoras e pessoas vivendo com HIV/Aids. Do mesmo modo, o uso de corticóides em doses iguais ou maiores que 20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por mais de 14 dias, uso de drogas modificadoras da resposta imune. Além de pacientes em hemodiálise, pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias).