You are currently viewing Dormir com o cachorro faz mal? Descubra
Dormir com cachorro faz bem e mal, depende de vários fatores, pessoas e animais, confira

Dormir com o cachorro faz mal? Descubra

Dormir com o cachorro é benéfico para alguns e um problema para pessoas alérgicas

Afinal, dormir com cachorro faz mal ou bem? Ao pesquisar “dormir com seu cão não é saudável” se tem resultados conflitantes. Alguns sites dizem que está tudo bem, enquanto outros não recomendam isso. Mas os resultados foram principalmente de blogueiros de cães – não exatamente um grupo de pessoas que eu queria confiar no quesito saúde.

Vamos intercalar nesta matéria os dois lados. Especialistas em assuntos relacionados a germes, dizem que compartilhar a cama com seu cachorro não é saudável – mas apenas em alguns casos.

Por exemplo, você não deve deixar seu cão dormir na sua cama se você for um pouco alérgico, disse ele. “Seu sistema imunológico está preparado para reagir de forma exagerada às substâncias alérgenas”, diz ele. Com isso, sua cama se torna um epicentro de alérgenos. Você, por sua vez, respira essas partículas nocivas por oito horas a cada noite, e isso pode prejudicar sua saúde.

Você sabe, os alérgenos são substâncias que podem induzir uma reação de hipersensibilidade (reação alérgica) em pessoas suscetíveis, podendo levar à morte, em casos mais graves. O corpo reconhece o alérgeno como uma substância “estranha” e alheia ao organismo no primeiro contato.

De fato, um estudo realizado na Coréia descobriu que camundongos expostos a alérgenos por um período prolongado apresentaram altos níveis de inflamação prejudicial.

Pode parecer óbvio evitar o contato com cães se você é alérgico a eles, mas as alergias a animais são muito mais comuns do que você pensa. Mais da metade da população tem esse problema, de acordo com a Asma and Allergy Foundation of America (EUA).

E então, é errado dormir com o cachorro?

dormir com cachorro faz mal

Quem responde é a veterinária e gerente técnica da Petz, Dra. Karina Mussolino. Para alívio dos que adoram dormir abraçadinhos com o pet, ela explica que não existe certo e errado nesse sentido. “O que existe é o hábito de cada família”, diz. “Tem pessoas que adoram e seus respectivos pets também. Em contrapartida, também existe o inverso”, completa.

Ou seja, se você e seu pet estão de acordo, não tem porque acabar com esse hábito tão benéfico para o vínculo entre o tutor e seu pet. Isso, claro, desde que sejam tomados alguns cuidados, como veremos mais para a frente.

Principais riscos de dormir com o pet

dormir com cachorro faz mal

De maneira geral, é bastante seguro dormir com o cachorro na sua cama. Mas, existem algumas situações em que a prática não é muito recomendada, ou exige uma atenção especial.

É o caso, por exemplo, dos pets muito pequenos com tutores de sono pesado que, por descuido, podem acabar ficando em cima deles. Ou das camas muito altas para pets que se mexem bastante durante a noite, visto que eles podem cair e sofrer alguma lesão. Aí sim faz mal dormir com cachorro.

Seja como for, uma dica bacana recomendada pela Dra. Karina é ter uma rampa ou escadinha para que o pet possa descer da cama quando sentir necessidade. Isso vale especialmente para os pets com problemas de coluna e de raças predispostas a ter problemas ortopédicos.

Quais são os principais cuidados que devem ser tomados ao aderir a esse hábito?

Se você tomou a decisão de descansar acompanhado do seu bichinho, fique atento a alguns cuidados para evitar maiores transtornos:

  • só coloque o cãozinho na cama se ele estiver limpo;
  • troque a roupa de cama semanalmente ou diariamente, se o animal soltar muito pelo;
  • use protetor impermeável para colchões;
  • limpe as patas do cachorro sempre que ele andar na rua;
  • utilize vermífugos periodicamente;
  • dê banhos pelo menos uma vez por semana;
  • verifique se o bichinho tomou todas as vacinas;
  • procure um veterinário caso haja alguma mudança comportamental.

Se mesmo seguindo os cuidados de higiene, você sentir que acorda espirrando, tossindo ou com qualquer sinal de mal-estar, o melhor é procurar um médico. Pode ser que você seja alérgico. Nesse caso, o mais provável é que você tenha que deixar de dormir com seu amigo.

Dormir com um cachorro faz bem? [ Entenda sobre o assunto]

Há dados e pessoas que afirmam que faz bem

Mais do que o dobro de pessoas afirmam que seus cães os ajudam a dormir do que as pessoas que dizem que seus cães atrapalham o sono, de acordo com um estudo publicado na revista Mayo Clinic Proceedings (EUA).

Isso pode ser porque os animais de estimação têm efeitos positivos no bem-estar psicológico e físico, o que ajuda a moldar a forma como regulamos nossas emoções e lidamos com o estresse. Pesquisadores da University of Missouri-Columbia (EUA) descobriram que interagir com seu animal de estimação faz com que o cérebro libere oxitocina, o hormônio do bem-estar. Resumindo: animais de estimação te deixam bem. Quanto maior o vínculo, maior o efeito.

Como fazer cachorro dormir na caminha?

Além das alergias, existem, ainda, outras razões que levam os tutores a desistir da ideia de dormir com o pet na mesma cama.

É o que costuma acontecer, por exemplo, quando o tutor tem sono leve e o pet se mexe muito durante à noite, ou quando o cachorro, principalmente, apresenta comportamento territorialista e fica agressivo quando você se movimenta e encosta nele. Nesses casos, não tem jeito, o melhor é que cada um durma em sua cama.

O primeiro passo para desacostumar o pet a dormir na sua cama, portanto, é garantir um lugar para cachorro dormir, como uma caminha, por exemplo. Já o segundo, de acordo com a Dra. Karina, é educar o pet a não subir na cama nunca e se manter firme na decisão, já que, para os pets, é impossível compreender que podem subir em alguns momentos e em outros não. “Se ele pode subir uma vez, sempre poderá. O importante é ser consistente na criação”, diz.

Por fim, podemos notar que dormir com cachorro faz mal quando não são tomados os devidos cuidados, tanto com o comportamento quanto com a higiene do bichinho. Mesmo assim, ele deve estar sempre ciente de que o dono está no comando. Portanto, é importante reprimir certos comportamentos, como latidos e rosnados noturnos, dominação da cama e “proteção” da pessoa favorita (no caso de casais que dormem juntos).

Fone: Petz/ThevaInovattions