You are currently viewing Agro Show Dourados, edição Safrinha acontece no fim do mês na UFGD
Na primeira parte do Agro Show Dourados – Safra, realizada em janeiro, um dos principais temas abordados foi a rotação de culturas

Agro Show Dourados, edição Safrinha acontece no fim do mês na UFGD

No evento Agro Show Dourados,  Safrinha, os participantes terão a oportunidade de conhecer as culturas de inverno

A UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) sediará nos dias 28 e 29 de junho, a 1º Agro Show Dourados – Safrinha. Sendo assim, o novo evento é para produtores rurais, profissionais e estudantes de Agronomia e interessados na área.

Oriundo de resultado de cooperação técnica firmada entre a Associação dos Engenheiros Agrônomos da Grande Dourados e a Fazenda Experimental de Ciências Agrárias da UFGD. Assim, para conferir toda a programação, realizar inscrição e tirar dúvidas, acesse o site: https://www.even3.com.br/agroshowsafrinha/.

Além disso, na primeira parte do Agro Show Dourados, em na UFGDSafra, realizada em janeiro. Um dos principais temas abordados foi a rotação de culturas em plantio direto.  Assim, com a apresentação dos resultados das áreas experimentais conduzidas por Luiz Carlos Ferreira de Souza, professor da Faculdade de Ciências Agrárias (FCA/UFGD).

Há 12 anos, Luiz Carlos vem trabalhando no experimento “Avaliação de sistemas de produção de grãos de soja e milho com ênfase na rotação de cultura em plantio direto”. E entra agora no sétimo ano da pesquisa “Consórcio de milho com cinco brachiarias em sucessão à soja”.

Agora, no evento Agro Show Dourados– Safrinha, os participantes terão a oportunidade de conhecer as culturas de inverno e de cobertura utilizadas nos projetos. Além de todas as culturas de rotação da área experimental, na forma de Blends, preconizadas em diversos tratamentos nestes 12 anos de pesquisa.

Além dos trabalhos apresentados na edição Safra, nos dias 28 e 29 de junho, portanto o diferencial será a apresentação de outras culturas com potencial para entrar no sistema de sucessão com a soja. Tais como: girassol, cártamo, chia preta, canola, e mais de dez cultivares de trigo semeadas no campo demonstrativo, desenvolvidas pelo Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IAPAR) e Embrapa, difundidas pela Fundação Meridional.

Fonte: UFGD